quarta-feira, 29 de fevereiro de 2012

segunda-feira, 27 de fevereiro de 2012

domingo, 26 de fevereiro de 2012

Atelier Glória Motta

Nossa mesa do lanche, com a toalha confeccionada pela Odete.


sexta-feira, 24 de fevereiro de 2012

Urso porta-fraldas da Bela

Segurando uma pipa, e a outra mão está no suspensório.


sexta-feira, 17 de fevereiro de 2012

Tocando em frente

Conta-se que num dia qualquer, Almir Sater estava em São Paulo para uma temporada, e desceu do seu apartamento para tomar um cafezinho num mercado ali perto.
Chegando, encontrou Renato Teixeira, que o convidou para experimentar uma viola nova que acabara de comprar.
Enquanto tomavam café, Almir dedilhou a viola e soltou...  "Ando devagar"...  ao que Renato emendou ..."porque já tive pressa".  Dizem que essa maravilha ficou pronta em 10 minutos.
Um dia alguém perguntou ao Almir como essa música fora feita, e ele respondeu: “Ela estava pronta... Deus apenas esperou que eu e o Renato nos encontrássemos para mostrá-la pra gente”.
Segundo os compositores, a música parece ter sido até uma inspiração espiritual, já que foi composta em um espaço de tempo mínimo. A dupla afirma que foi a canção que eles compuseram mais rapidamente.
Não sei se isso é lenda ou verdade, mas música e letra são realmente espetaculares. Uma joia rara, feita num iluminado momento de inspiração.
Então, espero que após ouvirmos, possamos aplicar esses ensinamentos, dentro da nossa correria do dia a dia. Às vezes precisamos andar devagar (mesmo no carnaval), porque não adianta ter pressa...
(texto recebido por email, com modificações)



Tocando em frente
(Almir Sater e Renato Teixeira)
Ando devagar porque já tive pressa
Levo esse sorriso porque já chorei demais
Hoje me sinto mais forte, mais feliz quem sabe
Só levo a certeza de que muito pouco eu sei
Eu nada sei
Conhecer as manhas e as manhãs,
O sabor das massas e das maçãs,
É preciso amor pra poder pulsar,
É preciso paz pra poder sorrir,
É preciso a chuva para florir
Penso que cumprir a vida seja simplesmente
Compreender a marcha e ir tocando em frente
Como um velho boiadeiro levando a boiada
Eu vou tocando os dias pela longa estrada eu vou
Estrada eu sou
Conhecer as manhas e as manhãs,
O sabor das massas e das maçãs,
É preciso amor pra poder pulsar,
É preciso paz pra poder sorrir,
É preciso a chuva para florir
Todo mundo ama um dia, todo mundo chora,
Um dia a gente chega, no outro vai embora
Cada um de nós compõe a sua história
Cada ser em si carrega o dom de ser capaz
E ser feliz
Conhecer as manhas e as manhãs
O sabor das massas e das maçãs
É preciso amor pra poder pulsar,
É preciso paz pra poder sorrir,
É preciso a chuva para florir
Ando devagar porque já tive pressa
E levo esse sorriso porque já chorei demais
Cada um de nós compõe a sua história,
Cada ser em si carrega o dom de ser capaz
E ser feliz.

Trilho de mesa de patchwork quiltado ABÓBORAS

Da Odete !






segunda-feira, 13 de fevereiro de 2012

sábado, 11 de fevereiro de 2012

Feliz fim de semana !

"A verdadeira alegria, crê-me, é coisa muito séria."
Sêneca